Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sou doente renal

O meu nome é Fernando, este blog é um pouco da minha experiência pessoal em Dialise Peritoneal e Hemodialise. Facebook Grupo DOENTE RENAL & Paciente Renal. O meu email é Fernandoneto67@sapo.

Sou doente renal

O meu nome é Fernando, este blog é um pouco da minha experiência pessoal em Dialise Peritoneal e Hemodialise. Facebook Grupo DOENTE RENAL & Paciente Renal. O meu email é Fernandoneto67@sapo.

07
Mai10

Alguns passos a dar para melhorar a nossa vida

Fernando Neto

É importante não esquecer que por muito revoltado e por muito sozinho que se sinta, e que enquanto tenta de alguma forma perceber o que lhe está a acontecer há sempre alguém que pode ajudar, que lhe pode dar um apoio, uma conversa, enfim, ajudar a ultrapassar determinadas dificuldades que possam surgir.

Para tal existem algumas associações em Portugal que apoiam as pessoas com doença renal crónica. Por exemplo, a Associação Portuguesa de Insuficientes Renais- APIR:  www.apir.pt  tel. 351 218 371 654 email: apir@mail.telepac.pt.

 

Existem também diversas formas de encarar esta doença, bem como estratégias para ultrapassar as diferentes dificuldades que vão surgindo no desenvolvimento da mesma. Ficam aqui algumas ideias:

 

- Procurar informação sobre a doença e tratamentos disponíveis.

  Quanto melhor estiver informado, melhor serão as suas

  consultas com o seu médico, melhor serão as suas perguntas e melhor

  irá entender o que lhe é explicado;

 

- Comunicar com as pessoas próximas (amigos,

  familiares), só assim é que compreendem o que estamos a passar.

  É importante estar pronto para ouvi-las e saber qual a sua opinião sobre

  este assunto, possibilitando assim um melhor entendimento desta doença;

 

- Falar com pessoas que têm o mesmo problema, que estejam a

  passar pelo mesmo ou que já passaram – elas compreendem

  as suas emoções melhor do que qualquer outra pessoa.

 

- Fale com o seu médico. Não tenha receio de fazer perguntas e falar

  sobre as suas emoções.

 

- Atitude positiva e Sentido de humor são dois elementos fundamentais

 na superação deste problema. Talvez demore um certo tempo a encontrar

 esta postura após diagnosticado, mas irá, com certeza, facilitar a sua vida;

 

- – Para algumas pessoas é na Fé que encontram forças nestas

  alturas mais difíceis, enquanto outras acham difícil conciliar a fé

  com o seu diagnostico. Procure no seu local habitual aonde faz as

   suas preces encontrar alguma ajuda, alguém com quem possa falar.

 

- Traçar Objectivos – Para muitas pessoas é bastante útil o facto de

   poderem colocar objectivos possíveis de concretizar no horizonte e

   assim poderem ter uma meta para atingir, como fazer exercício

   regularmente, passeios, desenvolver hobbies, passatempos, algo

   que o faça sentir bem, que faça por gosto. Isto ajuda a sentir que

   a doença está sob o seu controlo.