Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sou doente renal

O meu nome é Fernando, este blog é um pouco da minha experiência pessoal em Dialise Peritoneal e Hemodialise. Facebook Grupo DOENTE RENAL & Paciente Renal. O meu email é Fernandoneto67@sapo.

Sou doente renal

O meu nome é Fernando, este blog é um pouco da minha experiência pessoal em Dialise Peritoneal e Hemodialise. Facebook Grupo DOENTE RENAL & Paciente Renal. O meu email é Fernandoneto67@sapo.

01
Abr10

Mini experiência em Hemodiálises (17dias)

Fernando Neto

Já vou no meu quinto tratamento, tem sido uma experiência bem diferente. A primeira vez senti me um pouco melhor após o tratamento, Fiquei 2 kg mais leves em 1 hora, isto deve ser a dieta mais drástica e rápida que eu conheço.

No tratamento anterior fiquei com uma dor de cabeça enorme, mas acho que foi derivado a terem extraído liquido demais no tratamento.

Depois da hemodiálise vem uma enorme vontade de dormir, um sono pesado e fome.  

 

 

Tempo em Hemodiálises

Para começar, o primeiro tratamento durou uma hora e 30 minutos, depois foi aumentando até que a duração seja de 4 horas que em principio é o normal. A não ser que existam outros problemas de saúde.

 

Eu só fiz até agora 3 horas e posso dizer que as primeiras duas horas passam bem, (lógico que isto depende de cada um de nós do estado físico e psicológico ao inicio do tratamento), A ultima hora, para mim já se torna um pouco mais difícil em estar ali sentado sem me poder mexer muito. Eu tenho “bicho-carpinteiro” e torna-se muito difícil em manter-me sossegado por muito tempo.

Se possível, aconselho de que levem um livro para ler, uma revista, jornal, playstation, qualquer coisa para ajudar a passar o tempo, ofereceram me um Nintendo para ajudar a passar o tempo o que tem sido muito útil. Eu tive a sorte de ter algumas vezes o prazer da companhia da minha Carla, os enfermeiros deixaram que ela ficasse ali ao meu lado a conversar e assim o tempo passou bem mais fácil. Para algumas pessoas talvez a ideia de terem a companheira, namorada, esposa ou amigo/a, não seja a melhor solução, mas para quem tem um bom companheiro ao lado é sempre melhor.

 

 (Sala de hemodialise para pacientes com hepatite, a paisagem para contemplar durante as 3 horas de tratamento,três vezes por semana no hospital de Faro, sem ar condicionado, no Algarve de verão, é o máximo, não se pode pedir mais!!!)

 

 

Pontos Positivos – (sobre esta pequena experiencia de hemodiálises)

- O apetite aumentou bastante

- Passo a noite toda a dormir sem interrupções

- Boa energia e disposição

 

Pontos negativos

- Dores de cabeça após o tratamento (mas penso ser derivado a tirarem líquidos demais, aos poucos consegui convencer os enfermeiros e médico que não precisava de tirar tanto liquido porque eu ainda urino)

- Uma grande vontade de dormir após o tratamento.

- Fome, tenho muita fome. O que para mim é o barómetro de saúde, quanto mais fome tenho, é sinal que estou melhor. Isto não é nenhum facto científico, mas é o meu sistema de avaliação!

 

Problemas

Atenção á febre após o cateter ser colocado no pescoço, pode ser o corpo a rejeitar ou alguma infecção, vá ao hospital de Nefro assim que começar a ter febre.

 

   (Penso sobre o cateter no pescoço para poder fazer hemodialise)

 

Mini história sobre este acontecimento

 

Duas semanas se passaram em hemodiálises, terminei na quarta-feira, entretanto todo contente que finalmente me iria ver livre daquele acessório agarrado ao meu pescoço, mas o médico não concordou.

O médico preferiu que eu mantivesse o cateter até segunda, só por precaução, até termos a certeza de que o cateter no abdominal estava a funcionar bem. Até aqui tudo bem, mais nada foi dito!

 

Quinta á noite acordo a meio da noite cheio de frio a começo a ter pequenos tremores, acordo a Carla e a partir  daquele momento começa o pesadelo, o estômago decide limpar tudo o que tinha lá dentro, os intestinos decidiram fazer o mesmo quase simultaneamente, para eu não perder tempo a respirar, agua não era aceite por mais de 10 segundos e pronto o resto da noite em branco, Durante o dia passou por varias ondas, num momento parecia que as coisa estavam a melhorar, depois lá vinha a febre, no máximo chegou a 37 e meio, tremer que nem uma vara verde frio e a temperatura da sala estava em 28º, estamos em Julho no Algarve,

 

Telefono à enfermeira no hospital, mas por azar ela não está de serviço, está em casa, ela sempre esteve disponível para ajudar e deu-me o seu número de telemóvel no caso de precisar de ajuda. Mas eles não são pagos para trabalhar 24 horas por dia e acho que neste dia ela não estava com a cabeça de enfermeira mas sim de quem está de folga e em descanso, Expliquei a minha situação, ela perguntou-me se eu tinha febre e eu como não sabia se tinha febre ou não, a coisa ficou que talvez fosse melhor eu ir ao centro de saúde.

Passou-se sábado, domingo, sempre nestas ondas de frio e tremores, cansado de tanto tremer, pensei que teria apanhado muito sol na quinta e como os sintomas eram parecidos a uma outra experiencia anterior em que apanhei sol a mais e passei mal 5 dias, pensei! Bem 3 dias já passaram e isto agora vai melhorar,

 

Segunda como combinado fui ao hospital para tirar o cateter, decidi ir logo bem cedo, pois queria falar com o médico para ver se podia fazer umas horas de hemodiálises antes de retirar o cateter, pois com tanto tremer, eu devia ter acumulado bastante creatinina e ureia no meu sistema. Ao explicar ao médico os meus últimos dias e sobre a febre ele disse logo que o problema era do cateter no pescoço, o meu corpo não estava contente com aquele acessório extra e talvez alguma infecção. O pior foi que ligaram-me a maquina de hemodiálise e após uma hora começo a ter frio, a febre a subir eu a tremer, a febre vai até aos 39.7 a enfermeira explicou-me que eu tinha chegado ao pico, agora era sempre a descer, eu tremia tanto que já via 5 enfermeiras com a vibração. Foi assustador, porque com tanto tremer por todos os músculos eu estava a ficar cansado e com dificuldade em manter a respiração, a Carla disse-me depois que todos os enfermeiros vieram me ver para experiência de estudo (acho eu!).

Uma boa dose de parecetmol na veia e 5 minutos depois lá se foram os tremores, a febre levou mais tempo mas 3 horas depois também se foi, o estômago é que tem andado sempre a criar gás e meio estranho, aceita comida mas não sabe bem o que fazer com ela.

 

Dois dias depois fui dar uma voltinha de mota, uma voltinha pequena, para tirar as teias da mota. Já estou bem melhor e esta noite quero levar a esposa a jantar fora que a coitada bem tem sofrido nos últimos dias por minha conta, ela bem merece!

20 comentários

Comentar post

Pág. 1/2